Estudantes de enfermagem no movimento estudantil nos anos 1940

Autores

  • Camila Pureza Guimarães da Silva
  • Tânia Cristina Franco dos Santos

DOI:

https://doi.org/10.51234/here.21.v12n2.a2

Palavras-chave:

História da enfermagem, Enfermagem, Estudantes de enfermagem, Escolas de Enfermagem, Política

Resumo

Objetivos: descrever as situações que evidenciam a participação de um grupo de estudantes da Escola de Enfermagem Anna Nery no movimento estudantil dos anos 1940; analisar as implicações dessas participações no cotidiano da escola. Método: histórico; as fontes diretas incluíram documentos escritos do Centro de Documentação da EEAN/UFRJ e as fontes indiretas, bibliografias pertinentes à temática do estudo. Resultados: Emergiram duas categorias: evidências de participação no movimento estudantil no cotidiano da Escola de Enfermagem Anna Nery e o tom da participação das estudantes no movimento estudantil. Discussão: a análise dos dados permitiu evidenciar que a as ações das estudantes envolvidas em movimentos comunistas podem ser consideradas circunstâncias que acarretaram interferências na estrutura social da escola. Conclusão: A participação de algumas estudantes da Escola de Enfermagem Anna Nery no movimento estudantil foi de encontro aos valores defendidos pela escola, o que desorganizou partes orgânicas do cotidiano da instituição, tais como: a organização do trabalho, atividades sociais e lazer.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Beraldo I, Sinibaldi B. Movimento estudantil: uma interface entre as análises pregressas às contemporâneas. Perspect Psicol. 2020;24(1). https://doi.org/10.14393/PPv24n1a2020-51644

Boutin ACBD, Flach SF. Movimento estudantil brasileiro: da formação às estratégias de luta na atualidade. Rev Educ Perspec. 2017;8(2):215-31. https://doi.org/10.22294/eduper/ppge/ufv.v8i2.882

Job ACG, Pedrotti Junior CAH, Gomes AA. A importância da educação e dos movimentos estudantis na luta pelos direitos no Brasil. Anais Semin Educ Cruz Alta [Internet]. 2017 [cited 12 Feb 2021];5(1):263-71. Available from: http://www.exatasnaweb.com.br/revista/index.php/anais/article/view/235

Poerner AJ. O poder jovem: história da participação política dos estudantes desde o Brasil-Colônia até o governo Lula. 5a ed. Rio de Janeiro: BookLink; 2004.

Mattos ALRR. Uma história da UNE (1945-64). São Paulo: Pontes Editores; 2014.

Coelho CP. A escola de enfermagem Anna Nery: sua história, suas memórias. Rio de Janeiro: Cultura Médica; 1997.

Pires CDO, Melo CMM. Gênese do movimento estudantil na escola de enfermagem da Universidade Federal da Bahia (1947-1959). Esc Anna Nery. 2008;12(3):437-43. https://doi.org/10.1590/S1414-81452008000300007

Santos FBO, Carregal FAS, Schreck RSC, Marques RC, Peres MAA. Padrão Anna Nery e perfis profissionais de enfermagem possíveis para enfermeiras e enfermeiros no Brasil. Hist Enferm Rev Eletrônica [Internet]. 2020;11(1):10-21. Available from: http://here.abennacional.org.br/here/v11/n1/a1.pdf

Heller A. O cotidiano e a história. 11a ed. São Paulo: Paz e Terra; 2016.

Fundação Getúlio Vargas. CPDOC. Rio de Janeiro: FGV; c2020[cited 12Feb 2021]. Available from: http://cpdoc.fgv.br/

Chacon V. História dos partidos brasileiros. 2a ed. Brasília, DF: UnB; 1998.

Fausto B. História do Brasil. 14a ed. São Paulo: Edusp; 2019.

Mota CG. Ideologia da cultura brasileira (1933-1947). 4a ed. São Paulo: Ática; 1980.

Universidade Federal do Rio de Janeiro. Centro de Documentação da EEAN. Doc.29;1947.

Universidade Federal do Rio de Janeiro. Centro de Documentação da EEAN. Doc. 15; 1947.

Pavão AC, Souza RC, Tomanik EA, Dondi M. Identidades, trabalho e afetos: algumas reflexões sobre as construções no e do cotidiano. 7o Congresso Internacional de Psicologia da UEM. 2018 Jun 6-8; Maringá, PR. Maringá: UEM; 2018[cited 2021 Feb 11]. Available from:: https://iris.unife.it/handle/11392/2391616#.YCVryo9KjIU

Egry EY. Agnes Heller: you never knew how much your ideas improved critical thinking in Brazilian collective health nursing [editorial]. Rev Esc Enferm USP. 2019;53:e03535. https://doi.org/10.1590/s1980-220x2019ed0403535

Almeida Filho AJ, Santos TCF, Baptista SS, Lourenço LHSC. Reunião de diretoras de escolas de enfermagem: um cenário de lutas simbólicas no campo da educação em enfermagem (1943-1945). Texto Contexto Enferm. 2005;14(4):528-36. . http://doi.org/10.1590/S010407072005000400009

Teixeira KRB, Queirós PJP, Pereira LA, Peres MAA, Almeida Filho AJ, Santos TCF. Associative organization of nursing: struggles for the social recognition of the profession (1943-1946). Rev Bras Enferm. 2017;70(5):1075-82. http://doi.org/10.1590/0034-7167-2017-0186

Ferreira LO, Salles RBB. The social origin of the standard nurse: the recruitment and public image of the nurse in Brazil, 1920. Nuevo Mundo Mundos Nuevos. 2019. https://doi.org/10.4000/nuevomundo.77966

Downloads

Publicado

03-11-2021

Como Citar

Silva, C. P. G. da, & Santos, T. C. F. dos. (2021). Estudantes de enfermagem no movimento estudantil nos anos 1940. História Da Enfermagem: Revista Eletrônica (HERE), 12(2), 1–11. https://doi.org/10.51234/here.21.v12n2.a2