Submissões

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista; caso contrário, deve-se justificar em "Comentários ao editor".
  • O arquivo da submissão está em formato Microsoft Word, OpenOffice ou RTF.
  • Onde disponível, os URLs para as referências foram fornecidos.
  • Arquivo do Microsoft Office Word, com configuração obrigatória das páginas em papel A4 (210x297mm) e margens de 2 cm em todos os lados, fonte Arial tamanho 12, espaçamento de 1,5 pt entre linhas, parágrafos com recuo de 1,25 cm.
  • O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos aqui, na página Sobre a Revista.
  • 1. Documento Página de Título, no modelo indicado (Template 1, conforme categoria do artigo/seção);
    2. Documento Principal, no modelo indicado (Template 2);
    3. Documento Único Declarações, no modelo indicado (Documento Único_Declarações);
    4. Carta de apresentação ao editor, em campo específico;
    5. Comprovante de aprovação do projeto de pesquisa pelo Comitê de Ética (se aplicável); e
    6. Comprovante de pagamento de taxa de conformidade com o nome do pagante e data de pagamento visíveis.
  • Indicar pareceristas

Diretrizes para Autores

A História da Enfermagem: Revista Eletrônica (HERE) recebe submissões de manuscritos nos idiomas nativos dos autores, em Português, Inglês e Espanhol. As categorias de artigos são: artigo original, biografia, debate historiográfico, ensaio analítico, ensaio histórico reflexivo, fontes/documentos históricos, relato de experiência, resenha, in memoriam, carta ao editor, resposta do autor, editorial. Podem ser convidadas personalidades para entrevista.

                                                                   Preparo do manuscrito

Os manuscritos somente serão aceitos para avaliação, se estiverem rigorosamente de acordo com o modelo disponível nos Templates e preparados da seguinte forma:

Arquivo do Microsoft Office Word, com configuração obrigatória das páginas em papel A4 (210x297mm) e margens de 2 cm em todos os lados, fonte Arial tamanho 12, espaçamento de 1,5 pt entre linhas, parágrafos com recuo de 1,25 cm.

PÁGINA DE TÍTULO

A estrutura da página de título deve conter as seguintes informações:

  •  Título do artigo: até 15 palavras, no máximo, no idioma do manuscrito. Recomenda-se que o título seja composto utilizando pelo menos 3 descritores;
  •  Autoria: Nome completo dos autores. A afiliação de cada autor deve conter as informações: universidade, cidade, país e ORCID (todos os autores devem ter o identificador ORCID – Open Researcher and Contributor ID;
    •  Um autor correspondente deve ser indicado com o endereço do e-mail e foto.
  •  Resumo: resumo limitado a 150 palavras no mesmo idioma do manuscrito. Deverá estar estruturado em Objetivo, Métodos, Resultados e Conclusões ou Considerações Finais;
    • As categorias In memoriam; Resenha; Fontes/Documentos históricos devem ser limitado a 100 palavras.
  •  Descritores: devem ser inseridos logo abaixo do resumo. Incluir cinco descritores nos três idiomas (português, inglês e espanhol). Descritores devem ser extraídos do DeCS  (português, inglês e espanhol) ou MeSH (exclusivamente em inglês) (https://decs.bvsalud.org/; http://www.ncbi.nlm.nih.gov/mesh ou https://meshb.nlm.nih.gov/MeSHonDemand);
  •  Fomento e Agradecimento: Informar a instituição de fomento. Agradecimentos são opcionais para participantes não considerados autores. Fomento e Agradecimentos deverão ser citados antes do capítulo das referências. Em Fomento é obrigatório citar fonte de fomento à pesquisa (se houver). Esta informação deve ser inserida na versão final após aceite. Em Agradecimentos são opcionais às pessoas que contribuíram para a realização do estudo, mas não se constituem autores e devem ser apresentados na versão final após aceite.

ESTRUTURA DO TEXTO

Regras importantes a serem observadas na estruturação do artigo como um todo:

Não devem ser usadas abreviaturas no título e subtítulos do manuscrito e no resumo. Para tabelas e figuras com abreviações é obrigatório inserir em nota de rodapé da tabela ou figura. No texto, usar somente abreviações padronizadas. Na primeira citação, a abreviatura é apresentada entre parênteses após o termo por extenso.

  •  O itálico será aplicado somente para destacar termos ou expressões relevantes para o objeto do estudo, e
  •  Nas citações de autores, ipsis litteris:
    •  Com até três linhas, usar aspas e inseri-las na sequência normal do texto;
    •  No caso de fala de depoentes ou sujeitos de pesquisa, destacá-las em novo parágrafo, sem aspas, fonte Arial tamanho 11, espaçamento simples entre as linhas e recuo de 3 cm da margem esquerda.
  •  Nas citações de autores, ipsis litteris, com mais de três linhas, destacá-las em novo parágrafo, sem aspas, fonte Arial tamanho 11, espaçamento simples entre as linhas, sem itálico e recuo de 3 cm da margem esquerda.
  •  As citações de autores no texto devem ser numeradas de forma consecutiva, na ordem em que forem mencionadas pela primeira vez no texto;
    •  Devem ser utilizados números arábicos, entre parênteses e sobrescritos, sem espaço entre o número da citação e a palavra anterior, antecedendo a pontuação da frase ou parágrafo [Exemplo: cuidado(5)].
    •  Quando se tratar de citações sequenciais, os números serão separados por um traço, demonstrando ser um intervalo numérico [Exemplo: cuidado(1-5).]; quando intercaladas, separados por vírgula [Exemplo: cuidado(1,3,5).].
  •  As notas de rodapé deverão ser restritas ao mínimo indispensável.
  •  Apêndices e anexos serão desconsiderados.

 

DOCUMENTO PRINCIPAL

Observe as seguintes regras para a elaboração do documento principal:

  • O documento principal não deve ter identificação dos autores, inclusive nas propriedades do arquivo.
  • O título do artigo, resumo e descritores deve seguir as mesmas regras descritas para constar na Página de Título.
  • Corpo do texto: consiste no corpo do manuscrito propriamente dito e deve seguir as regras de acordo com a Categoria do Manuscrito.
  •  Ilustrações: tabelas, quadros e figuras, como fotografias, desenhos, gráficos, entre outros devem ser apresentadas no corpo do manuscrito e ser numeradas, consecutivamente, com algarismos arábicos, na ordem em que forem inseridas no texto, não podendo ultrapassar o número de cinco. As ilustrações devem ser enviadas em seus arquivos editáveis originais dos programas de origem, ou exportados vetorizados nos formatos EPS ou PDF.
    • As ilustrações (figuras, fotografias ou imagens) das categorias In memoriam e Biografia devem ter alta resolução que permita a sua publicação em tamanho que ocupe um quarto de uma página de tamanho A4.
  • Figuras e Tabelas Figuras: Devem ter obrigatoriamente legendas, sendo para figura a legenda deve ser na parte inferior e a identificação de tabelas e quadros deve estar na parte superior, seguida do número de ordem de sua ocorrência no texto, em algarismos arábicos, travessão e do respectivo título (Ex.: Tabela 1 – título). A fonte consultada deverá ser incluída abaixo das imagens somente se for de dados secundários. Abreviações devem ser inseridas por extenso em nota de rodapé da tabela e/ou figura. As tabelas devem ser padronizadas conforme recomendações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. Normas de apresentação tabular. 3. ed. Rio de Janeiro, 1993, disponíveis em http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv23907.pdf

Referências: o número de referências é limitado conforme a categoria do manuscrito. As referências, apresentadas no final do trabalho, devem ser numeradas, consecutivamente, de acordo com a ordem em que foram incluídas no texto; e conforme o estilo indicado pelo Comitê Internacional de Editores Científicos de Revistas Biomédicas (ICMJE). Exemplos do estilo de Vancouver estão disponíveis por meio do site da National Library of Medicine (NLM) em Citing Medicine https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK7256/.

 

                                                                    Categoria dos manuscritos

Tipos de artigos considerados para publicação:

1 ARTIGO ORIGINAL

Pesquisas originais e inéditas, desenvolvidas por meio da aplicação de métodos científicos de investigação com ênfase na abordagem histórica. A criatividade e o estilo dos autores no formato do manuscrito serão respeitados. O título, resumos e referências devem atender a normatização do template. No entanto, o conteúdo deve ser apresentado de forma a contemplar as seções de Introdução, Métodos, Resultados, Discussão, Conclusões ou Considerações finais.

2 BIOGRAFIA

O espaço desta categoria destina-se a publicação de histórias de vida de pessoas vivas ou não. Trata-se de estudos biográficos de personalidades da enfermagem e da saúde que se destacam nos aspectos ético, legal, profissional ou social e que tenham contribuições relevantes para a História da Enfermagem, Saúde e Educação.

3 DEBATE HISTORIOGRÁFICO

Compreende a avaliação crítica e síntese da literatura sobre temas a serem abordados com foco na História da Enfermagem, Saúde e Educação.

4 ENSAIO ANALÍTICO

Trata-se de experimentações nas aplicações de instrumentos de pesquisas/matrizes de análise que visem ensaiar novos olhares analíticos sobre as fontes/documentos históricos para o campo da história com contribuições com foco na História da Enfermagem, Saúde e Educação.

5 ENSAIO HISTÓRICO REFLEXIVO

Esta categoria destina-se aos ensaios históricos reflexivos que visem contribuir para História da Enfermagem, Saúde e Educação. O título, resumo e as referências seguem as diretrizes do artigo original.

6 FONTE/DOCUMENTO HISTÓRICO

O espaço para publicação de fontes/documentos históricos - unitário ou em conjunto/coleção. Para tanto, o entendimento é que trata-se de massa documental a ser analisada nas investigações com contribuições para na área de História da Enfermagem, Saúde e Educação.

7 RELATO DE EXPERIÊNCIA

Trata-se de relatos ocorridos nos bastidores do desenvolvimento da investigação com foco na História da Enfermagem, Saúde e Educação.

8 RESENHA

Espaço que visa despertar o leitor para uma determinada obra, por meio de uma análise crítica, do conteúdo apresentado.

9 IN MEMORIAM

Esta categoria destina ao comunicado sobre o falecimento de uma personalidade da enfermagem ou da saúde que tenha contribuído para na área de História da Enfermagem, Saúde e Educação no sentido de socializar com a comunidade acadêmica o rito de passagem.

10 CARTA AO EDITOR

Esta categoria destina-se a correspondência dirigida ao editor sobre manuscrito publicado na Revista.

11 RESPOSTA DO AUTOR

Categoria que permite aos autores responderem a questionamentos da carta ao editor.

12 EDITORIAL

Texto sobre assunto de interesse para o momento histórico ou a produção do conhecimento com repercussão para História da Enfermagem, Saúde e Educação.

Tabela 1. Resumo dos limites de acordo com a categoria (seção) do manuscrito

Legenda: *Referências são facultativas.

 

                                INTRUÇÕES AOS AUTORES – Processo de submissão do manuscrito

Os manuscritos devem ser submetidos à HERE por meio da URL https://publicacoes.abennacional.org.br/ojs/index.php/here, acessando o link Enviar submissão.

Para iniciar o processo, o responsável pela submissão deverá cadastrar-se previamente no sistema OJS como autor. O sistema é autoexplicativo e, ao concluir o processo, será gerada uma ID para o manuscrito, com código numérico.

É importante que seja realizada a conferência dos documentos a serem anexados no processo de submissão, a saber:

  1. Documento Página de Título (Folha de rosto), no modelo indicado (Template 1, conforme categoria do artigo/seção);
    Template 1 - Artigo Original
  2. Documento Principal, no modelo indicado (Template 2);
  3. Documento Único Declarações, no modelo indicado (Documento Único_Declarações)
  4. Comprovante de aprovação do projeto de pesquisa pelo Comitê de Ética;
  5. Comprovante de pagamento de taxa de conformidade com o nome do pagante e data de pagamento visíveis.

O responsável pela submissão receberá uma mensagem informando a URL do manuscrito e um login, para que possa acompanhar, na interface de administração do sistema, o progresso do documento nas etapas do processo editorial.

Só serão verificados pelo escritório editorial quanto à adequação às normas, os manuscritos que estiverem formatados no modelo de submissão. Antes de submeter o manuscrito os autores devem verificar as normas da HERE seguir rigorosamente o CHECKLIST e ter todos os documentos necessários para submissão. É obrigatório o preenchimento completo dos metadados no formulário de submissão.

Cada documento deve ser anexado, separadamente, no campo indicado pelo sistema.

Para iniciar o processo, o responsável pela submissão deverá cadastrar-se previamente no sistema como autor criando/associando o cadastro do ORCID (Open Researcher and Contributor ID). Todos os autores devem ter o cadastro associado ao ORCID atualizado.

Os autores devem indicar quatro possíveis pareceristas para avaliação do manuscrito. Estes indicados deverão ser obrigatoriamente doutores, não ter conflito de interesses e não pertencer a instituições de qualquer dos autores. Os pareceristas podem ser acatados ou não pelos editores associados. Possíveis revisores podem ser localizados na Plataforma Lattes de acordo com a temática do manuscrito. É possível verificar a lista de pareceristas da HERE consultado a aba do Corpo editorial da revista.

Editorial

Texto sobre assunto de interesse para o momento histórico ou a produção do conhecimento com repercussão para História da Enfermagem, Saúde e Educação. Pode conter até duas (2) páginas, incluindo até quatro referências, quando houver.

Artigo original

Pesquisas originais e inéditas, desenvolvidas por meio da aplicação de métodos científicos de investigação com ênfase na abordagem histórica. A criatividade e o estilo dos autores no formato do manuscrito serão respeitados. O título, resumos e referências devem atender a normatização do template. No entanto, o conteúdo deve ser apresentado de forma a contemplar as seções de Introdução, Métodos, Resultados, Discussão, Conclusões ou Considerações finais. A introdução deve ser breve, evidenciar o tema de estudo, os principais conceitos envolvidos, o estado da arte, as lacunas do conhecimento, definir claramente o problema a ser estudado e sua implicação para o avanço na área de História da Enfermagem, Saúde e Educação.  Os métodos empregados deverão conter: Tipo do estudo - tipificação e abordagem com a referência sem a necessidade de explicar/justificá-lo. Ex: Histórico com abordagem na micro-história, história das mulheres, história do tempo presente, história cultural, história social... (com a referência sobescrita); Fontes/documentos históricos e critérios aplicados - Ex: atas, relatórios, fotografias, jornais, revistas depoimentos orais ... e os critérios estabelecidos; Localização das fontes/documentos históricos - Ex: Acervos, Centro de Documentação, Hemeroteca, Biblioteca, arquivo pessoal; Delimitações (temporal; institucional/espacial e; geográfica) - Ex: dia(s), meses, anos, séculos; nome da instituição e se necessário um setor departamento e; rua, bairro, cidade, estado, pais e/ou continente; Organização e procedimento de análise das fontes/documentos históricos - Ex: a organização ocorreu por planilha, quadro, gráfico, banco de dados....e o procedimento de análise por matrizes de análise, triangulação das fontes, bem como referencial teórico com os respectivos conceitos/noções. Ex: Pierre Bourdieu (habitus, campo, espaço social...) ou referencial metodológico. Ex: Michell de Certeau (operação historiográfica) e; Aspectos éticos e legais para execução da pesquisa – Informar os aspectos éticos exigidos na condução da pesquisa de acordo com o tipo de fonte consultada, informar a aprovação da pesquisa em CEP sem identificação do protocolo no manuscrito. As pesquisas envolvendo seres humanos e acervos particulares devem apresentar aprovação de Comitê de Ética em Pesquisa no processo de submissão do manuscrito. Todos deverão ser descritos de forma objetiva e compreensiva. Os resultados devem ser descritos em sequência lógica, em quadros, tabelas, figuras (se houver). A discussão deve conter comparação dos resultados com a literatura, a interpretação dos autores e as implicações dos achados. Desdobramentos da discussão obrigatórios: limitações da pesquisa - tratam-se lacunas deixadas, chamando a atenção a novos estudos e as contribuições para História da Enfermagem, Saúde e Educação direcionadas aos preenchimentos de lacunas e/ou delimitações de estudos anteriores, fazendo com que o leitor identifique de forma clara e objetiva o avanço no campo proposto. Conclusões/Considerações finais deve conter as ideias principais apontadas na investigação sem a repetição do que já foi dito, sugerindo ou não novas janelas investigativas e articulação com o tempo presente como aspecto reflexivo. Cabe destacar que este item a escrita é livre de referências. Esta categoria limita-se a 20 páginas (incluindo as referências) e até oito (8) autores.  

Biografia

O espaço desta categoria destina-se a publicação de histórias de vida de pessoas vivas ou não. Trata-se de estudos biográficos de personalidades da enfermagem e da saúde que se destacam nos aspectos ético, legal, profissional ou social e que tenham contribuições relevantes para a História da Enfermagem, Saúde e Educação. Diretrizes para construção das biografias: o nome do biografado deve estar contido no título; uma figura (imagem) do biografado deve ser enviada e seguir as normas de figuras e tabelas. O corpo do manuscrito deve apresentar os seguintes subtítulos na apresentação dos resultados: 1) Dados pessoais: filiação, data de nascimento e falecimento, quando for o caso, nacionalidade, naturalidade; 2) Dados sobre a trajetória da formação e instituição; 3) Cargos/funções ocupados; 4) Realizações mais importantes nas instituições; 5) Contexto geral ou específico das circunstâncias. Esta categoria limita-se a 05 páginas (incluindo as referências) e a três (3) autores.

Debate historiográfico

Compreende a avaliação crítica e síntese da literatura sobre temas a serem abordados com foco na História da Enfermagem, Saúde e Educação. O título, resumos e referências seguem as diretrizes estruturais do artigo original. O conteúdo deve ser apresentado de forma a contemplar as seções de Introdução, Métodos, Resultados, Discussão, Conclusões ou Considerações finais. A introdução deve apresentar claramente o problema a ser estudado e a importância da pesquisa através da apresentação do “estado da arte” sobre o tema e as lacunas do conhecimento acerca deste. Na seção Métodos deve ser incluída as etapas para se estabelecer o debate historiográfico, a saber: Delimitação do tema no debate. Ex: história das mulheres, história do tempo presente, história cultural, história social... (com a referência sobrescrita) e sua respectiva delimitação/ênfase. Ex: enfermeiras da II Guerra Mundial, ritos de formatura, cuidados à crianças, enfermeiras negras; Literaturas consultadas - Ex: monografias, artigos, dissertações, teses e livros e os critérios estabelecidos para inclusão/exclusão; Localização da literatura: Acervos, Centro de Documentação, Hemeroteca, Biblioteca, arquivo pessoal; Delimitações (temporal; institucional/espacial e geográfica) - Ex: dia(s), meses, anos, séculos; nome da instituição e se necessário um setor departamento, e; rua, bairro, cidade, estado, pais e/ou continente; Organização/tratamento das fontes e procedimento de análise das literaturas - descrição da forma como os dados foram tratados para gerar a análise e o próprio procedimento de análise em si. Ex: a organização ocorreu por planilha, quadro, gráfico, banco de dados... e o procedimento de análise por matrizes de análise, triangulação... Os resultados devem ser descritos em sequência lógica. A discussão deve conter comparação dos resultados entre as literaturas consultadas, a interpretação dos autores e as implicações dos achados, caracterizando o debate histórico do tema proposto. Desdobramentos da discussão obrigatórios: limitações da pesquisa - trata-se de evidenciar as lacunas deixadas, chamando a atenção a novos estudos e as contribuições para História da Enfermagem, Saúde e Educação direcionadas aos preenchimentos de novas lacunas e/ou delimitações de estudos anteriores, fazendo com que o leitor identifique de forma clara e objetiva o avanço no campo proposto. Conclusões/Considerações finais. Esta deve conter as ideias principais apontadas na investigação sem a repetição do que já foi dito, sugerindo ou não a buscar outros documentos históricos/fontes para novas versões e intepretações. Esta categoria limita-se a 15 páginas (incluindo as referências) e a seis (6) autores.

Ensaio analítico

Trata-se de experimentações nas aplicações de instrumentos de pesquisas/matrizes de análise que visem ensaiar novos olhares analíticos sobre as fontes/documentos históricos para o campo da história com contribuições com foco na História da Enfermagem, Saúde e Educação. O título, resumos e referências seguem as diretrizes estruturais do artigo original. O conteúdo deve ser apresentado de forma a contemplar as seções de Introdução, Métodos, Resultados, Discussão, Conclusões ou Considerações finais. A introdução deve ser breve, evidenciar a experimentação do estudo, os principais conceitos envolvidos, o estado da arte, as lacunas do conhecimento, definir claramente o problema a ser estudado e sua implicação para o avanço na área de História da Enfermagem, Saúde e Educação. Os métodos empregados deverão conter: Síntese da experiência - como ela ocorreu com o respectivo referencial. Instrumento/matriz de análise - descrevê-la, bem como ocorre o seu preenchimento. Fontes/documentos históricos utilizados na experimentação e critérios aplicados - Ex: atas, relatórios, fotografias, jornais, revistas depoimentos orais além dos critérios estabelecidos para inclusão/exclusão das fontes; Localização das fontes/documentos históricos - Ex: Acervos, Centro de Documentação, Hemeroteca, Biblioteca, arquivo pessoal; Organização e procedimento de análise - descrição da forma como os dados foram tratados para gerar a análise e o próprio procedimento de análise em si. Ex: a organização ocorreu por planilha, quadro, gráfico, banco de dados e o procedimento a ser adotado com o instrumento/matriz de análise; e  Aspectos éticos e legais da experiência – Informar os aspectos éticos exigidos na condução da pesquisa de acordo com o tipo de fonte consultada, informar a aprovação da pesquisa em CEP sem identificação do protocolo no manuscrito. As pesquisas envolvendo seres humanos e acervos particulares devem apresentar aprovação de Comitê de Ética em Pesquisa no processo de submissão do manuscrito. Todos deverão ser descritos de forma objetiva e compreensiva. Os resultados devem ser descritos em sequência lógica, em quadros, tabelas, fluxos, figuras oriundas da experiência (se houver). O texto deve ser complementar e não repetir o conteúdo contido nos mesmos. A discussão deve conter comparação dos resultados com outros instrumentos/matrizes de análise em literatura, a interpretação dos autores e as implicações dos achados. Desdobramentos da discussão, itens obrigatórios: limitações da pesquisa - tratam-se lacunas deixadas, chamando a atenção a novos estudos e as contribuições para História da Enfermagem, Saúde e Educação direcionadas aos preenchimentos de lacunas e/ou delimitações de estudos anteriores, fazendo com que o leitor identifique de forma clara e objetiva o avanço no campo proposto. Conclusões/Considerações finais. Esta deve conter as ideias principais apontadas na investigação sem a repetição do que já foi dito, sugerindo ou não novas experiências como aspecto reflexivo. Cabe destacar que nesta seção a escrita pode ser livre de referências, entretanto ao apresentá-la limita-se a dez (10) referências. Esta categoria limita-se a 15 páginas (incluindo referências, se houver) e a dois (2) autores.

Ensaio histórico reflexivo

Esta categoria destina-se aos ensaios históricos reflexivos que visem contribuir para História da Enfermagem, Saúde e Educação. O título, resumo e as referências seguem as diretrizes do artigo original. O conteúdo deverá conter: 1) Contexto histórico com delimitação temática, temporal, geográfica justificadas; 2) Reflexão - destina-se a temática com os argumentos para serem desdobrados na discussão; 3) Discussão - apresentar elementos argumentativos que visem avançar em outros estudos, desde que seja de interesse para o escopo do periódico; e 4) Considerações finais. Esta categoria limita-se a 15 páginas (incluindo as referências), 15 referências e a seis (6) autores.

Fontes / Documentos históricos

O espaço para publicação de fontes/documentos históricos - unitário ou em conjunto/coleção. Para tanto, o entendimento é que trata-se de massa documental a ser analisada nas investigações com contribuições para na área de História da Enfermagem, Saúde e Educação. Diretrizes para apresentação das fontes/documentos: o manuscrito deve apresentar os subitens:  1) Título da fonte/documento histórico: deve ser unitário ou em conjunto/coleção, neste caso adotar o mesmo nome. 2) Apresentação: sugerimos que seja uma apresentação geral da fonte/documento histórico com os seguintes dados: nome do documento, tipo (texto, fotografia, recorte de jornal, ata, entrevistas...), datação, localização do documento (nome do acervo - institucional ou pessoal), autoria ou créditos, quantidade (páginas/laudas, fotografia, objeto...), dimensões da fonte, condição do documento (ex: páginas amareladas, com ou sem rasgos, colorido, características em geral); 3) Imagem da Fonte/documento histórico - inserir figura do documento ou parte mais interessante que será abordada com ênfase no conteúdo, quando for cabível. Recomenda-se apresentar no máximo 2 imagens que se articule com o conteúdo; 4) Descrição da fonte/documento histórico: abordar do que trata a fonte, o assunto/tema; e 5) Impacto/efeito da fonte/documento histórico para época de sua datação: aqui articule outros documentos e/ou literatura que possam evidenciar para o leitor a sua relevância. Conclusão: apresente a sua opinião/comentário sobre o documento para área de História da Enfermagem, Saúde e Educação. Esta categoria limita-se a 15 páginas (incluindo referências) e a três (3) autores.

Relato de Experiência

Trata-se de relatos ocorridos nos bastidores do desenvolvimento da investigação com foco na História da Enfermagem, Saúde e Educação. O conteúdo deve ser apresentado de forma a contemplar as seções de: Introdução, Relato da experiência, Resultados, Discussão, Considerações finais. A introdução deve ser breve, evidenciar a ocorrência experimentada e definir claramente a situação.  Relato da experiência - descrever a experiência vivenciada de forma lógica, coerente, concisa e coesa. Locais e nomes dos envolvidos deverão ser preservados, exceto nos casos de autorização apresentada a este periódico. Resultado(s) - os autores deverão, mediante ao relato, apresentar o seu desfecho. Caberá apresentação de quadros, tabelas, fluxos e/ou figuras oriundos da experiência. Estas devem ser seguidas as normas deste periódico. A discussão deverá trazer, preferencialmente, outros relatos de experiências ou similares passíveis de comparação no sentido de chamar a atenção dos pesquisadores sobre armadilhas metodológicas, uso e aplicação de instrumentos de pesquisa, aspectos da etiqueta sociocultural na prática da pesquisa em história, aplicações equivocadas no emprego dos aspectos éticos e legais em torno da investigação, dentre outros. Também se destina a relatos bem-sucedidos no caminhar da investigação nesta vertente de entendimento. Ademais, incluir neste subtítulo as limitações da experiência e as contribuições para História da Enfermagem, Saúde e Educação. As Considerações finais devem conter as ideias principais apontadas no relato de experiência, sugerindo dicas diretas e objetivas a serem aplicadas em outras pesquisas. Cabe destacar que nesse espaço a escrita é livre de referências. Esta categoria limita-se a 15 páginas (manuscrito completo) e até 6 autores.

Resenha

Espaço que visa despertar o leitor para uma determinada obra, por meio de uma análise crítica, do conteúdo apresentado. As resenhas devem ser feitas de obras com até 5 anos de publicação. Diretrizes para construção da resenha: Os seguintes itens devem ser apresentados no corpo da resenha: 1) Título e dados bibliográficos da obra; 2) Descrição da obra em termos de estrutura, organização; expertise dos autores, número de páginas, figuras, etc.;  3) Apresentação do autor(es) resenhado(s), suas obras, atuações políticas, sociais, culturais, institucionais; 4) Apresentação da obra descrevendo seu tema central e contexto; 5) Parecer do resenhista apresentando seus comentários argumentativos e/ou comparações, com a(s) respectiva(s) referência(s); 6.Recomendação do resenhista acerca do público-alvo a que se destinaria a obra, utilizando argumentos sociais, culturais, pedagógicos, categorias profissionais. Esta categoria limita-se a quatro (4) páginas e a dois (2) autores. Cabe destacar que nesta seção a escrita pode ser livre de referências, entretanto ao apresentá-la limita-se a cinco (5) referências.

In memoriam

Esta categoria destina ao comunicado sobre o falecimento de uma personalidade da enfermagem ou da saúde que tenha contribuído para na área de História da Enfermagem, Saúde e Educação no sentido de socializar com a comunidade acadêmica o rito de passagem. Diretrizes para construção da categoria In Memoriam: o nome da personalidade falecida deve estar contido no título; uma figura (imagem) deve ser enviada e seguir as normas de figuras e tabelas; dever ser apresentado: dados pessoais: filiação, data de nascimento e falecimento, nacionalidade, naturalidade; dados sobre a trajetória da formação e instituição(ões) em que atuou; além de cargos/funções ocupados. Esta categoria limita-se a 01 página (manuscrito completo) e dois (2) autores.

Carta ao editor

Esta categoria destina-se a correspondência dirigida ao editor sobre manuscrito publicado na Revista. Para esta categoria, não é necessário resumo e nem estruturação em tópicos de introdução, métodos etc. As cartas devem ter ênfase ao que se deseja questionar e discutir de forma coesa e clara de artigos, exclusivamente publicados na HERE Limita-se a 02 páginas (manuscrito completo).

Resposta do autor

Categoria que permite aos autores responderem a questionamentos da carta ao editor. Devem ser objetivamente aos itens discutidos. As respostas devem ser limitadas a 300 palavras e podendo ser incluído até 3 referências. A autoria da resposta é exclusivamente para o autor principal.

Reflexão

Texto de caráter analítico ou análise reflexiva de questões que possam contribuir para o aprofundamento de temas relacionados à área da história da enfermagem, saúde e educação. Sua extensão limita-se a 15 páginas.

Revisão de literatura

Compreende avaliação crítica e síntese da literatura sobre temas relevantes e relacionados ao escopo da revista. A introdução deve evidenciar o “estado da arte” do tema e as lacunas do conhecimento, apresentando claramenteo problema a ser estudadoe a importância da pesquisa. Na seção Métodos deve ser incluída o tipo de revisão (compreensiva, integrativa, sistemática), o referencial metodológico, além da descrição as estratégias utilizadas para localizar, selecionar, extrair e sintetizar os dados. Deve ainda constar o fluxograma de busca, seleção, exclusões e inclusões. Na seção Resultados deve ser apresentado um quadro com as referências incluídas no processo de revisão. Na discussão devem ser apontadas a análise crítica e a síntese do conhecimento produzido, além da contribuiçãoe implicações do estudo. Na conclusão deve ser apresentada a resposta aos objetivos propostos. Sua extensão limita-se a 15 páginas.

Fonte

Composto de duas partes assim constituídas – a apresentação (01) e o fac-símile propriamente dito. O fac-símile é um espaço para socialização de fontes históricas que contribuíram e ainda contribuem para uma melhor compreensão de vários aspectos observados na nossa sociedade, com diferentes reflexos nos dias atuais. Sua extensão limita-se a 15 páginas.

Entrevista

Espaço destinado à entrevista de autoridades, especialistas ou pesquisadores, a convite do Conselho Diretor da HERE. Sua extensão limita-se a 05 páginas.

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados à HERE serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.